Skip to content

criança

icon-crianca-verde
crianca-medicina-odontopediatrica

Medicina Dentária Odontopediátrica

Tem como principal objetivo acompanhar a saúde oral da criança até à adolescência, fazendo com que esta chegue à vida adulta com um sorriso saudável e sem medo do tratamento dentário. O atendimento de crianças requer, assim, um cuidado especial e tratamento diferenciado, desenvolvido em ambiente adaptado às necessidades das crianças pois estas, ao não serem adultos em miniatura, precisam de uma maior atenção para que a visita ao dentista se torne uma brincadeira e algo que não a traumatize.

A Biokids® aposta na formação constante da sua equipa. O seu corpo clínico reúne semanalmente e está, constantemente, a completar a sua formação académica de base. As crianças não estranham quando há necessidade de mudar de odontopediatra dentro da Biokids®, pois todas têm a mesma abordagem e forma de diagnosticar, falando uma mesma linguagem. Somos uma equipa apaixonada, dedicada e uma verdadeira equipa de talentos complementares, uma vez que cada odontopediatra apresenta sub-áreas de especialização dentro da odontopediatria!

Dentro dos serviços de Odontopediatria Biokids® destacamos:

dentisteria-odontopediatrica-antes dentisteria-odontopediatrica-depois

Dentisteria Estética Odontopediátrica

  • Restaurações estéticas diretas e indiretas de dentes anteriores e posteriores
  • Infiltração de resinas para remoção de manchas dentárias intrínsecas (ICON)
dentisteria-odontopediatrica-traumatologia-antes dentisteria-odontopediatrica-traumatologia-depois

Dentisteria Estética Odontopediátrica no seguimento de traumatologia

  • Adesão de fragmentos dentários
  • Restaurações estéticas anteriores

Endodontia Odontopediátrica em dentes decíduos

  • Pulpotomias
  • Pulpectomias
endodontia-jovens-antes endodontia-jovens-depois

Endodontia Odontopediátrica em dentes permanentes jovens

  • Apexogénese
  • Apexificação
endodontia-antes endodontia-depois

Cirurgia Odontopediátrica

  • Frenectomias labiais, linguais, remoção de dentes inclusos, de cistos, de dentes supranumerários, ulotomias, ulectomias (com e sem laser)

Aplicação de Laser Biomodelação

  • em patologias como são estomatite aftosa
  • herpes
  • erupção dentária
  • hipersensibilidade dentinária

Aplicação de Laser Corte

  • em frenectomias labiais, linguais, ulectomias, ulotomias, remoção de mucocelos, entre outras

Reabilitação Oral Odontopediátrica

  • coroas metálicas
  • coroas zircónia
  • coroas de acetato
  • mantenedores de espaço com dentes e sem dentes
reabilitacao-oral-antes reabilitacao-oral-depois
profilaxia-antes profilaxia-depois

Profilaxia, Motivação e Instrução à Higiene Oral Odontopediátrica

Medicina Dentária na Criança com Patologia sistémica associada

Na Biokids® personalizamos as consultas do seu filho em função das patologias que o mesmo possa apresentar.

Dispomos de consultas presenciais e online desenvolvidas e adaptadas a cada uma destas patologias: asma, anemia, diabetes, doença celíaca, patologia cardíaca.

Consulta de Remoção de Chupeta

Na Biokids® ajudamos a criança a deixar o hábito da chupeta. Desenvolvemos um programa de consultas especialmente direcionado ao apoio e orientação da criança e da família durante todo este processo. Recorremos a uma filosofia de reforço positivo, através de jogos e desafios, que nos permitem ter uma elevada taxa de sucesso.

Dispomos de consultas presenciais e online especialmente desenvolvidas acerca da temática chupeta.

Já conhece a Fada das chupetas
Biokids®?

Ortopedia Facial e Funcional dos maxilares

Área que intervém no crescimento ósseo maxilo-mandibular, de forma a minimizar o desenvolvimento de desarmonias faciais, diminuindo as discrepâncias presentes e a futura necessidade de tratamentos ortodônticos mais complexos/cirúrgicos ou com necessidade de extrações dentárias.

É complementada e auxilia áreas como são a Otorrinolaringologia (ao permitir o avanço mandibular, a tração e a expansão maxilar), a Terapia da fala (corrigindo más oclusões que impedem o correto posicionamento da língua e, por conseguinte, uma boa dicção) e a Postura (pois não há possibilidade de dissociar a postura corporal da posição dos maxilares)

Na Biokids® o diagnóstico pediátrico das más oclusões (de origem dentária e/ou esquelética) é sempre complementado por uma avaliação postural exaustiva:

Ortodontia Miofuncional

Maus hábitos orais, tais como a deglutição incorreta, má postura lingual e respiração oral são das principais causas para dentes desalinhados. As forças da língua, lábios e bochechas combinadas com estes maus hábitos podem ter efeitos na forma como os dentes estão posicionados, uma vez que influenciam a forma como a maxila e a mandíbula crescem.

Na Biokids® utilizamos a Ortodontia Miofuncional como complemento aos tratamentos reabilitadores neuro-oclusais, ortodônticos, ortopédicos faciais e funcionais, bem como auxílio nos programas de treino e correção respiratória. A Biokids® é, também, uma Clínica Myobrace® Certified

Reabilitação neuro-oclusal

É uma abordagem preventiva, com o objetivo de equilibrar o sistema mastigatório e os seus componentes (músculos, dentes e articulações), direcionando o crescimento e o desenvolvimento correto das bases ósseas da criança.

Na Biokids® combinamos esta área com a avaliação e, se necessário, com o tratamento postural integrado, de forma a atingir resultados mais previsíveis e estáveis.

Tratamento de mordida cruzada unilateral posterior direita através de reabilitação neuro-oclusal (confeção de pistas e desgastes seletivos), em criança com 5 anos, sem necessidade de utilização de aparelhos. O tratamento deste tipo de má oclusão deve ser o mais precoce possível de forma a minimizar o crescimento assimétrico facial

cz reabilitacao-neuro-oclusal-caso1-depois
Tratamento de sobremordida com desvio mandibular, conjugada com avaliação e tratamento integral postural e miofuncional, em criança com 3 anos e meio.

Estudo Postural Integrado

A nossa equipa acredita que a grande maioria das alterações posturais presentes na criança, quando não avaliadas e devidamente monitorizadas e/ou tratadas, tendem a agravar-se na idade adulta. Um adulto com dor ou disfunções posturais foi, na maioria das vezes, uma criança não tratada atempadamente!

Este estudo foi desenvolvido pelos profissionais da equipa de postura da Biokids®, tendo em conta as noções de verticalidade e simetria. Surgiu pela necessidade de, numa mesma consulta, ser feita uma avaliação completa dos vários captores posturais. Baseia-se na realização e registo de vários testes Ortopédicos, permitindo aferir a presença, ou não, de alterações na postura da criança, bem como prever a tendência futura de crescimento da mesma e seus impactos.

Neste exame completo, a avaliação conjunta efetuada por diferentes profissionais de saúde, torna-se a chave do sucesso pois permite uma visão mais global dos problemas da criança, sendo uma ferramenta essencial na tomada de decisão clínica ao permitir hierarquizar prioridades de tratamento na criança.

Internamente, este estudo é a base para o tratamento postural e oclusal na Biokids®. Também, frequentemente, recebemos vários encaminhamentos por parte de outros profissionais de saúde. A nossa interdisciplinaridade permite-nos guiar e comunicar com outros profissionais de saúde na tomada de decisão clínica com vista a proporcionar ao paciente o melhor, mais rápido e eficaz tratamento possível que vá de encontro ao tratamento da causa da patologia e não apenas das suas consequências. 

Podologia e Posturologia na criança

Área que realiza o diagnóstico e tratamento adequado ao crescimento e maturação física dos membros inferiores, na tentativa de prevenir a evolução de alterações estruturais, biomecânicas e dermatológicas, assim como as suas repercussões na idade adulta.

Em clínica é comum identificarem-se, durante a infância, alterações como:

  •  Estruturais/Biomecânicas: alterações da marcha; alteração da posição dos joelhos; alterações do apoio do pé; dismetrias de membros inferiores; sequelas de patologias (pé boto ou luxação congénita da anca); HAV (“joanetes”); patologias específicas do crescimento entre outras.
  • Dermatológicas: verrugas; micoses; transpiração excessiva; onicopatias (por exemplo unhas encravadas) entre outras escimento ósseo maxilo-mandibular, de forma a minimizar o desenvolvimento de desarmonias faciais, diminuindo as discrepâncias presentes e a futura necessidade de tratamentos ortodônticos mais complexos/cirúrgicos ou com necessidade de extrações dentárias.

Dia da Criança Biokids

Dúvidas Odontopediátricas frequentes

image-top

Idealmente, a primeira consulta da criança deve ser feita aquando a erupção do primeiro dente ou, no máximo, até ao final do primeiro ano de vida.

 
Nesta consulta, são abordados vários temas como, por exemplo, a erupção dentária, a higiene oral, a alimentação, traumatismos dentários, hábitos de sucção não nutritiva (dedo e/ou chupeta) e oclusão (forma como os dentes encaixam). Além deste esclarecimento, é realizada a avaliação do risco de cárie da criança e estabelecida a periodicidade mais adequada a cada caso. No caso da criança ser cooperante, efetua-se também nesta consulta um tratamento preventivo (polimento dentário e aplicação de flúor) de modo a que a criança se familiarize com o odontopediatra e com os instrumentos dentários.

Quando a primeira consulta de medicina dentária é feita deste modo, a criança passa a ver o dentista como um amigo que a vai ajudar a cuidar dos dentes ao longo da vida e não terá qualquer tipo de receio caso necessite de efetuar um tratamento mais complexo.

Em suma, a primeira consulta de medicina dentária de uma criança deverá ser o mais precocemente possível e nunca apenas num momento de dor ou de emergência!

Acima de tudo, não transmita os seus medos às suas crianças. Mesmo os pais com medo do dentista e os mais ansiosos ou preocupados, devem tentar esconder estes sentimentos e ter uma atitude positiva.

De forma leve, poderá explicar à criança o que é um médico dentista, dizer que a vai levar para que ela mostre os dentinhos, para que estes fiquem sempre fortes e saudáveis.

Mostre entusiasmo, fale de forma alegre, tranquila, divertida e curiosa. Existem determinados livros e desenhos animados amigáveis, que retratam a ida ao dentista de uma forma animada, podendo ser uma preciosa ajuda.

Evite falar demasiado no assunto, não dê muitas explicações e, especialmente, não prometer prendas ou passeios se a criança se portar bem pois, perante tais atitudes, a criança tende a sentir-se insegura e suspeita que há algo de errado em ir ao médico dentista.

No dia-a-dia, evite usar a figura do dentista ou outro profissional de saúde como forma de punição da criança (frases como “porta-te bem senão levo-te ao médico para levares uma pica”, são de todo desaconselhadas)

Escolha um horário para a consulta no qual saiba que, por norma, a criança esteja bem disposta, por exemplo, se a criança é muitas vezes temperamental e mais “rabugenta” à tarde, preferir fazer uma marcação da parte da manhã ou evitar marcar consultas nos horários das rotinas preferidas da criança (desportos, series tv, etc.).

Não existe uma idade pré-definida que estabeleça a separação da criança dos pais na consulta. Existem casos em que a presença dos pais poderá ser benéfica para a criança, ao lhe transmitir segurança e confiança, e outros em que a sua presença condiciona, negativamente, o comportamento da mesma e, consequentemente, o decorrer da consulta.

Assim, e após avaliação do comportamento da criança/ relação desta com os pais, sempre que o médico considerar oportuno, poderá pedir a saída dos pais do consultório e esta deverá ser encarada pelos mesmos com naturalidade, sendo um procedimento habitual, principalmente nos casos de crianças não cooperantes.

Para a maioria dos profissionais de saúde o estabelecimento de uma relação de empatia/amizade com as crianças torna-se mais facilitada sem a interferência dos pais, ou seja, mesmo que presentes na consulta, os pais não deverão interferir no diálogo que o médico tenta estabelecer com a criança, como por exemplo respondendo pelas crianças às perguntas que o médico faz.

É importante que o médico consiga estabelecer um diálogo com a criança, de modo a avaliar corretamente o perfil psicológico da mesma (este, de extrema importância por exemplo para a escolha do tratamento dentário mais adequado), bem como se esta apresenta algum problema na dicção que possa indiciar algum problema dentário.

A criação de uma relação de confiança que facilite o posterior procedimento médico é crucial, pelo que todas as questões/dúvidas que os pais tenham relacionadas com o procedimento dentário a ser efetuado, sua duração, instrumentos utilizados e outros pormenores ligados ao mesmo, deverão ser colocadas oportunamente do modo a não assustar a criança ou levá-la a pensar que o médico lhe está a ocultar algo que lhe possa vir a causar medo ou dor.

No caso dos adolescentes, especialmente a primeira consulta, deverá ser sem os pais. Existem questões efetuadas no decorrer da história clínica que os jovens se podem sentir mais à vontade em responder sem a presença dos mesmos (exemplo: hábitos tabágicos).

Resumindo, a presença dos pais na consulta deverá ser sempre bem ponderada, tendo como objetivo principal o benefício do decorrer da mesma e o proporcionar do melhor tratamento possível à criança.

Sim. Os cheques dentista são adquiridos no Centro de Saúde ou através da escola que a criança frequenta, podendo ser utilizados, desde que dentro da validade. Para além das crianças, as grávidas têm, também, acesso ao cheque dentista.

Marcação de Consulta

Para saber quais os tratamentos indicados deve marcar uma consulta de diagnóstico.

Consultas presenciais: 2ª a 6ª das 9h00 às 19h00 e sábados das 9h00 às 14h00

Consultas online: 2ª a domingo das 8h00 às 22h00